Amigdalite Infantil 16.09.2020

A amigdalite infantil ou amigdalo-faringite, que é na verdade o termo mais correto, pois esta patologia refere-se a uma inflamação e infeção da faringe e do seu tecido linfóide, pode ser classificada em três graus: aguda; crónica ou amigdalite de repetição infantil.1

A amigdalite é mais comum na infância, sendo o Streptococcus de grupo A o agente bacteriano mais frequente, afectando de igual forma os dois géneros, tendo maior prevalência entre as estações do ano mais frias: outono e inverno.1

A amigdalite viral é a mais comum (40 a 50% dos casos em idade pediátrica) e preponderante nos primeiros anos de vida. A amigdalite bacteriana acontece, 20% a 30% das vezes, depois dos 2-3 anos de idade.1

 

O que é amigdalite infantil?

O que são amígdalas?

As amígdalas são pequenas estruturas glandulares, situadas de ambos os lados da parte de trás da garganta, que atuam como barreira protectora contra os micróbios. É de relembrar, que a maioria dos vírus e bactérias alcançam o corpo através do nariz e da boca, deste modo é possível compreender a importância da acção das amígdalas.

As amígdalas saudáveis filtram estas bactérias e produzem defesas contra os micróbios.2

 

Sintomas da amigdalite infantil

Sintomas recorrentes em quadros de amigdalite:1 

  • Dor;
  • Recusa alimentar;
  • Febre de intensidade variável;
  • Voz abafada;
  • Dificuldade em engolir;
  • Irritabilidade;
  • Abatimento;
  • Amígdalas inchas;
  • Amígdalas com pontos de pus
Sintomas da Amigdalite Infantil

Causas da amigdalite infantil

A infeção transmite-se através do contacto com as secreções do nariz (ranho) ou da garganta (saliva) de pessoas infetadas, por vezes espalhada através de gotículas respiratórias, propagando-se rapidamente em comunidades fechas, como por exemplo escolas ou infantários.3

A prevenção da amigdalite aguda infantil deve passar por evitar o contacto próximo com adultos ou crianças que sofram com amigdalite ou garganta inflamada; cobrir a boca com o braço ao tossir ou espirrar; higienizar as mãos com frequência e evitar contacto das mãos com a boca.1

 

Tratamento da amigdalite infantil

Quando confirmado o quadro de amigdalite, é necessário identificar a gravidade, a recorrência da condição e os sintomas. Também distinguir um quadro viral de um bacteriano é importante, cada um tem seu tratamento.1

 

Tratamento com cirurgia

A cirurgia nesta patologia denomina-se de amigdalectomia e passa essencialmente pela remoção das amígdalas. Habitualmente este procedimento só é considerado pelo médico em casos, não tão comuns, de amigdalite crónica ou recorrente.1

 

Tratamento com Antibioterapia

Esta terapêutica passa por tratamento antibiótico, mas, acima de tudo, por esclarecer os pais e ajudá-los com algumas dicas sobre o que fazer, como1:

  • Assegurar a hidratação da criança;
  • Dar preferência a alimentos moles e não quentes, para não piorar a inflamação;
  • Gargarejar a garganta com água salgada morna;
  • Administrar antipirético/anti-inflamatório de forma a reduzir a dor e febre.

O médico irá prescrever o agente do antimicrobiano adequado como também indicar o tempo necessário do tratamento.

 

O diagnóstico e as consequentes terapêuticas devem ser definidos apenas por um profissional de saúde, após avaliação dos vários sintomas reportados pela criança, evitando o uso inadequado de medicação.4

 


 

Referências

1. Moreira, C. C. et al. (2019) Amigdalite, Pedipedia - Enciclopédia Pediátrica Online. Disponível em: https://pedipedia.org/artigo-profissional/amigdalite (Acedido: 24 de Setembro de 2020).
2. Robertson, S. (2018) Causas da amigdalite, news-medical. Disponível em: https://www.news-medical.net/health/Tonsillitis-Causes-(Portuguese).aspx (Acedido: 24 de Setembro de 2020).
3. André, R. e Rodrigues, P. (2020) Amigdalite aguda nas crianças, METIS. Disponível em: http://metis.med.up.pt/index.php/Amigdalite_aguda_nas_crianças (Acedido: 24 de Setembro de 2020).
4. Afonso, A. D. (2012) Diagnóstico e Tratamento da Amigdalite Aguda na Idade Pediátrica, DIREÇÃO-GERAL DA SAÚDE. Disponível em: www.dgs.pt (Acedido: 24 de Setembro de 2020). 

autor: Bolas de Sabão

0 comentários

Gostou deste artigo?

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *
O seu comentário ficará visível após aprovação.

Saiba mais sobre:

Acompanhe todas as novidades! Subscreva a nossa newsletter

Subscrever Newsletter