Febre em bebés 21.07.2020

Considera-se febre em bebés 1ºC acima da temperatura normal diária, em função do local de medição. Cada pessoa tem a sua temperatura individual, daí ser tida como febre 1ºC acima dessa temperatura. Há também que se considerar o local onde é feita a medição, já que os valores variam.1

 A febre é o motivo mais frequente de procura de cuidados de saúde em idade pediátrica. Representa pelo menos 20% das causas de recurso aos serviços às urgências hospitalares e cerca de 50% das urgências realizadas em consultórios pediátricos.2

 

O que é febre?

Se a criança apresenta febre, isso significa que o organismo está a fazer frente a um infeção. A febre é a resposta desse combate, por isso não deve ser vista no imediato como um indício desvantajoso.1

Deve esperar para contactar o médico se:

  • A criança está ativa;
  • A criança ingere alimentos líquidos e sólidos;
  • O comportamento mantem-se habitual;
  • Não existe dificuldade respiratória.
Febre em bebé

Sintomas de febre em bebés

A febre em bebes de 5 meses torna-se prejudicial maioritariamente quando associada a outros sintomas:1

  • Sonolência excessiva;
  • Dificuldade em adormecer;
  • Olhar “apagado”;
  • Cansaço físico;
  • Irritabilidade;
  • Choro inconsolável;
  • Dor;
  • Convulsão;
  • Manchas no corpo;
  • Vómitos;
  • Roxidão;
  • Recusa alimentar superior a 12 horas;
  • Febre com mais de 5 dias.

 

Como baixar a febre em bebés?

A abordagem clínica de uma criança com febre deve ser delineada quando feita uma observação médica e tendo em consideração fatores como situação clínica, grupo etário e estado geral do bebé. A criança nunca deve ser medicada sem acompanhamento de um profissional de saúde. No entanto, numa primeira fase, caso verifique que o bebé tem febre e está desconfortável, procure aliviar o sintoma com medidas como:1-2

  • Vestuário fresco;
  • Respeitar o apetite da criança;
  • Maior ingestão de líquidos

 

Febre alta

A febre alta, ao contrário da febre baixa, pode colocar em risco a saúde do bebé, dai ser fundamental a monotorização do bebé e o acompanhamento do seu estado de saúde. É essencial que os pais estejam atentos a todos os sintomas apresentados pela criança. Caso se verifique febres altas é aconselhado encaminhar o bebé a um centro de saúde.

  • Retal ³ 41,0°C1
  • Axilar ³ 40,0°C1

 

Febra baixa

Caso não tenha conhecimento da temperatura normal do bebé, deve considerar que a criança apresenta febre caso se verifiquem os seguintes valores:3

  • Retal ³ 38ºC

A medição da temperatura retal é considerado o sistema ideal para crianças com menos de 3 anos de idade. Este método pode ser usado desde o nascimento.

  • Axilar ³ 37,6ºC

A medição axilar pode ser usada em bebés com menos de 3 meses, embora seja pouco prática de à movimentação da criança.

  • Timpânica ³ 37,8ºC

Método rápido e higiénico embora, para obter um valor fiável, apenas deva ser utilizado em crianças a partir dos 3 anos de idade.

  • Oral ³ 37,6ºC

É sugerida a utilização deste método em crianças com idade superior a 4 ou 5 anos.

Faça várias medições ao dia. A temperatura individual tem um ritmo circadiano, ou seja é habitualmente mais elevada entre as 16 e as 21 horas, e diminui 0,5ºC a 1,0 entre as 3 e as 8 horas da manhã.2

Bebé com febre

Causas de febre em bebés

O que pode causar febre em bebés?

A febre em bebe de 2 meses é um sinal da resposta do organismo a agentes infeciosos víricos ou bacterianos, funcionando como um mecanismo de defesa. Em idade pediátrica as causas de febre devem-se maioritariamente a otites agudas, amigdalites, bronquites, gastroenterites, entre outros problemas comuns da idade, não se traduzindo em casos de gravidade severa.3

A criança também pode apresentar febre por motivos não patológicos, por exemplo: exposição a temperaturas altas, vestuário excessivo, insolação.3

Dos episódios infeciosos febris agudos (EFA) em idade pediátrica, cerca de 95% são devidos a infeções benignas (…). Cerca de 5% dos EFA resultam de doenças potencialmente graves.2

 


 

Referências:

1. Febre na criança/adolescente (2018) Direção-Geral de Saúde.

2. Processo assistencial integradi da febre de curta duração em idade pediátrica (2018) Direção- Geral de Saúde.

3. Febre (2020) SNS24. Disponível em: https://www.sns24.gov.pt/tema/sintomas/febre/#sec-0 (Acedido: 4 de Maio de 2020).

autor: Bolas de Sabão

0 comentários

Gostou deste artigo?

Deixe a sua resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *
O seu comentário ficará visível após aprovação.

Saiba mais sobre:

Acompanhe todas as novidades! Subscreva a nossa newsletter

Subscrever Newsletter